Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Relgov: a importância da reputação para o futuro da área
O desconhecimento sobre o assunto e a não regulamentação fazem com que a reputação do setor de Relações Governamentais não seja tão positiva

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

A atividade do profissional de relações governamentais é um tanto quanto complexa e delicada, pois, quando o assunto é legislação, independente do poder, é muito fácil se complicar caso a empresa não esteja preparada para as mudanças impostas pelo governo. E por causa de várias ações ilícitas envolvendo a área, a reputação desses profissionais acabou ganhando um tom pejorativo.

Existe possibilidade de reverter esse cenário e transformar a reputação da área?

Continue lendo este artigo para descobrir!

De que maneira trabalhar para melhorar a reputação de RelGov?

Conforme citado acima, tudo que envolve política, por si só, é uma questão melindrosa. Mas não tem como fugir e não encarar, uma vez que, esse assunto é de extrema importância para os negócios das empresas.

A questão da reputação externa vai além do controle da própria organização — considerando que ela esteja agindo conforme as leis —, pois a interpretação da sociedade sobre o tema é plural, além do desconhecimento sobre as atividades.

Uma forma de deixar tudo mais transparente é investir na comunicação interna da empresa. A comunicação tem o poder de derrubar muros e construir pontes, e quando é o nome da empresa que está em jogo, a comunicação se torna uma ferramenta fundamental para a mudança de reputação do RelGov.

Mais pra frente iremos citar algumas práticas que irão ajudar na conduta do profissional, que, consequentemente, afeta de forma positiva a empresa.

Dentro da comunicação há diversas possibilidades para trabalhar a imagem da área de relações governamentais, de ferramentas imersivas e informativas. Confira algumas ações que possam auxiliar o setor:

Audiovisual: instalar televisões e informativos como totens, cartazes e comunicados em lugares estratégicos da empresa é uma forma de transmitir, por exemplo, a importância da área de RelGov. Caso utilize totens, essa opção pode ser interativa. Deixe a criatividade tomar conta levando sempre em consideração o propósito da ação.

Rede Social: existem inúmeras opções de aplicativos que simulam o layout das redes sociais mais famosas. O objetivo é emular o ambiente — que é familiar — para os colaboradores interagirem com a empresa. Gestores de relações governamentais podem postar vídeos no formato “selfie” contando sobre as realizações da área e como isso impacta no dia a dia de cada funcionário. O formato citado é importante para dar um ar de intimidade, aproximando o cliente interno com a mensagem final.

Gamificação: quem não tem um joguinho no celular para fazer o tempo passar mais rápido nas horas vagas? E por quê não desenvolver seu próprio jogo a fim de engajar o empregado com a causa da empresa? Um jogo de desafio sobre qual decisão tomar em assuntos relacionados ao setor de relações governamentais ou um quiz de perguntas e respostas podem ser utilizados nesta ocasião. No caso da gamificação é importante ter uma compensação ao final do jogo. O ponto negativo é o valor, ainda é muito caro desenvolver esse tipo de ferramenta.

Workshop: é o mais comum e tradicional formato quando o assunto é disseminação de informação ou treinamento realizado pela empresa. Ainda assim, é um modo de interação importante, o olho no olho, as dúvidas que são resolvidas instantaneamente e ajudam bastante na compreensão.

Existem outras ferramentas onde a comunicação ajuda a melhorar a reputação do público interno e de forma indireta, coopera com a imagem da empresa, gerando um prestígio, tornando um caso para o mercado. Facilitando o trabalho do profissional de RelGov em relação aos interesses da companhia.

Boas práticas de RelGov

As boas práticas são norteadas por algumas premissas que todo profissional deve seguir, como a transparência, legalidade e legitimidade. Pode parecer uma informação básica, mas se todos seguissem esses pilares não haveria desconfiança sobre as atividades realizadas pela área. Conheça algumas práticas:

  • Disseminar os valores de integridades e compliance, promovendo um ambiente livre de corrupção;
  • Oferecer soluções eficientes para as demandas que lhes forem trazidas;
  • Capacitar todos os funcionários de relações governamentais;
  • Assumir a responsabilidade pela estratégia de defesa de interesses que vier a definir e pelo processo de engajamento que vier a implementar com os tomadores de decisões e stakeholders.

Deu para notar que quando o assunto é reputação em RelGov tudo se torna mais complexo, contudo, esse artigo mostrou algumas opções para seguir no caminho certo.

Para saber mais sobre o assunto acesse nosso site e se inscreva na 2ª turma do Programa Executivo de Imersão em Relações Governamentais. Clique aqui e saiba mais

Autor

Rita Bomfim

Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Organização e Administração de Eventos pelo SENAC, possui 12 anos de experiências em produção de eventos corporativos e encontros de negócios. Atualmente, é gerente de pesquisa e conteúdo da Blueprintt.