Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Qualidade de vida no trabalho: como conquistar?
Há inúmeras maneiras de se gerenciar o estresse em uma empresa. Cabe ao gestor tratar este assunto com responsabilidade. Veja algumas dicas.

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

Como anda sua qualidade de vida no trabalho? Consegue lidar bem com a pressão?

Ou está estressado, sem tempo para nada e sem energia para desenvolver até mesmo as atividades mais comuns? Gostaria de encontrar um caminho para resolver a situação?

Você não está sozinho.

Pesquisas indicam que é alto o índice de profissionais insatisfeitos no País. E essa insatisfação está ligada diretamente com o bem-estar e a qualidade de vida no trabalho.

É sobre isso que vou te explicar neste artigo. Sobre qual a ligação do estresse com o bem-estar no ambiente profissional.

E como o gerenciamento adequado do estresse pode contribuir para uma boa qualidade de vida no trabalho. E mais ainda.

Vou te mostrar um passo a passo para produzir momentos de harmonia e bem estar na sua profissão.

Continue lendo para saber mais sobre isso!

Como anda a qualidade de vida no trabalho?

Os números não são nada encorajadores. Pesquisas das mais diversas têm alertado para uma baixa qualidade de vida no trabalho. E não é de hoje.

Um estudo publicado em 2016 pela Love Mondays, comunidade de carreiras onde as empresas são avaliadas pelos próprios colaboradores, apontou um alto grau de insatisfação geral entre os profissionais.

A pesquisa foi realizada entre junho de 2013 e 2016, com dados coletados de 150 mil profissionais.

Segundo os dados, o cargo com o maior número de profissionais insatisfeitos é o de “agente”, com 36% de respondentes.

Colaboradores da área comercial vêm em 2º lugar, totalizando 34% de respondentes.

Essa é a porcentagem também de professores e auxiliares. Os gerentes vem logo em seguida. São 31% de insatisfeitos.

No que se refere à região, os entrevistados mais insatisfeitos estão na região Nordeste, com 32%. O Sudeste vem logo em seguida, com 30%.

Centro-oeste e Norte mostram 29% de profissionais insatisfeitos, cada um, enquanto o Sul conta com 26% dos respondentes.

Dados mais recentes confirmam a insatisfação do brasileiro com o trabalho.

Uma pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva em dezembro de 2017 mostrou que 56% dos trabalhadores formais estavam insatisfeitos com o trabalho. E que isso estava diretamente ligado à falta de alegria no desenvolvimento das tarefas.

Vale lembrar que, na época, o Brasil possuía uma economia de 33,3 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Ou seja, são quase 20 milhões de pessoas que sofrem com a falta de bem-estar e qualidade de vida no trabalho.

Este assunto foi pauta de uma pesquisa da Right Management, consultoria organizacional especializada em gestão de talentos e carreira.

Cerca de 30 mil funcionários de 15 países, incluindo o Brasil, responderam a um questionário sobre eficácia organizacional.

O estudo revelou que saúde e bem-estar no ambiente de trabalho estão diretamente ligados a fatores que influenciam produtividade dos colaboradores.

E que isso está relacionado ao desempenho financeiro da organização.

Um artigo publicado em junho de 2014 no International Journal of Scientific Research in Education concluiu que a insatisfação no trabalho está ligada diretamente ao estresse.

A tese, defendida pelo estudante de pós-graduação na Universidade Federal de Tecnologia Owerri, Nigéria, Job Ayodele Ekundayo apontava que o estresse é responsável por fatores que levam a resultados negativos nas organizações.

Ekundayo citou o declínio no desempenho, falta de motivação e de comprometimento e aumento da rotatividade nas companhias como algumas das consequências do estresse no trabalho.

Não é preciso dizer que todos perdem.

Os colaboradores que precisam viver com os problemas causados pelo estresse perdem, a equipe que é diretamente envolvida no distúrbio e a empresa que perde em produtividade.

Diante disso, a pergunta é: como gerenciar o estresse para conquistar uma qualidade de vida no trabalho?

Maneiras de gerenciar o estresse no trabalho

Há inúmeras maneiras de se gerenciar o estresse em uma organização. O próprio Job Ayodele Ekundayo, em sua pesquisa, falou sobre isso.

Listei aqui para você algumas dessas ações que, segundo o autor, condizem com um gerenciamento eficaz do estresse ocupacional dentro de uma organização.

#1. Oferecer ao colaborador autonomia na escolha da forma e da sequência na realização de suas tarefas;

#2. Incentivar a participação do empregado nas decisões da empresa que o afetam;

#3. Definir metas e objetivos claros, além de fornecer feedback adequado sobre o desempenho de cada colaborador;

#4. Fornecer treinamento para os profissionais sob seu comando, em um processo de atualização contínua;

#5. Oferecer recompensas consistentes com os resultados efetivos de cada colaborador;

#6. Proporcionar oportunidades para que os funcionários experimentem novas responsabilidades e tarefas diferentes em seus cotidianos;

#7. Incentivar procedimentos de trabalho em grupo e relações de trabalho amigáveis;

#8. Fornecer práticas pessoais seguras e justas;

#9. Garantir que o ambiente de trabalho esteja livre de riscos.

Iniciativas como essas promovem situações de bem-estar no ambiente de trabalho, contribuindo para a qualidade de vida no trabalho.

A pesquisa da Right Management também lista algumas iniciativas que podem contribuir para a promoção da saúde e do bem-estar nas empresas. Confira!

#1. Permitir que os funcionários estabeleçam um equilíbrio razoável entre trabalho e vida pessoal;

#2. Garantir que haja pessoas preparadas para ocupar cargos quando as posições se tornarem disponíveis;

#3. Assegurar que a organização participe de ações sociais na comunidade em que está inserida;

#4. Agir com eficácia na atração, captação e preservação de talentos;

#5. Oferecer oportunidade de aprendizado, capacitação e desenvolvimento das pessoas sob seu comando.

Mas é preciso ficar bem atento.

Há uma variedade infinita de estudos apontando regras e normas para se gerenciar o estresse dentro das empresas.

Aliás, diante de tantos estudos sobre o tema, o que mais existe é material onde se ensina a lidar com este problema tão prejudicial.

Cabe ao gestor utilizar as ferramentas mais adequadas para melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores.

Nosso modelo de assinatura é uma das ferramentas mais eficientes para o gerenciamento do estresse no trabalho.

O Blueprintt Box permite concluir a leitura de um livro de gestão por mês, com apenas 25 minutos diários. Ao final do mês, terá lido todo o livro.

O que otimiza seus conhecimentos sobre gestão e, consequentemente, qualidade de vida no trabalho.

Está esperando o que?

Que tal aceitar esse desafio e se tornar uma pessoa com qualidade de vida melhor?

A produtividade na sua empresa nunca mais será a mesma.

Conheça o Blueprintt Box, a ferramenta que auxilia na produtividade empresarial, através da leitura de excelentes livros sobre gestão.

Autor

Bruno Andrade

Bruno é CEO e co-fundador da Blueprintt. Ele é responsável por formular as estratégias e liderar nossa equipe à efetivamente ajudar líderes empresariais a antecipar, assimilar e solucionar desafios, proporcionando informações práticas e atuais sobre o ambiente de negócios.