Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Onboarding com colaboradores: passo a passo de como realizar
As empresas sempre buscam renovação entre processos seletivos e integração, uma das possibilidades para isso é o onboarding com colaboradores

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

Onboarding com colaboradores é uma integração que acontece entre a seleção e a inserção dos novos funcionários. Uma das estratégias que está ganhando força entre os gestores de RH para aplicar esse processo é a employee experience, que tem como conceito a atuação no engajamento do funcionário, o tornando ponto focal. Nada mais é que aprimorar a experiência do cliente interno.

Por anos, a metodologia de integração aplicada na área de recursos humanos foi um tanto burocrática, entediante e com muitas informações passadas em um único dia. Convenhamos que é um alto volume de coisas para absorver, causando no início da trajetória, um desconforto e refletindo no desempenho dos novos funcionários.

Hoje, essa situação já foi identificada e realizar o processo de onboarding com colaboradores é essencial para evitar os acontecimentos citados acima.

Onboarding como um novo processo de atração de talentos

É isso mesmo que você leu, pode acreditar. Uma das alternativas que o onboarding oferece é de ser digital, essa possibilidade aumentou consideravelmente com o trabalho remoto causado pela pandemia do novo coronavírus. Além de digital, é possível aplicar alguns processos já no recrutamento, otimizando tempo e aumentando a vontade dos prospectos em fazer parte da organização.

Afinal, qual gestor não gostaria de ter candidatos alinhados com a cultura e valores da empresa? Para isso, um passo importante é modernizar e digitalizar os processos.

Vamos deixar algumas dicas de como praticar o onboarding com os possíveis empregados!

Posicionamento de mídia: entender como se comunicar com o mundo digital, criar uma comunicação efetiva, seja interna ou externa, como LinkedIn ou o “trabalhe conosco”. Para vagas internas, aproveite o sistema em que os colaboradores já estão acostumados para a inserção de um novo plugin contendo a inscrição para a promoção e utilize ferramentas de comunicação interna para divulgação.

Comunicação exclusiva: padronizar a comunicação durante o processo de contratação. Alinhe com a consultoria, caso seja o cenário da empresa para a comunicação ser a mais homogênea possível.

Processos seletivos feitos pelo RH: traga ao máximo os processos para dentro de “casa”, dessa forma, a convivência direta proporciona o contato do candidato com a cultura da instituição.

Processos seletivos otimizados: neste tópico o onboarding digital entra em ação. Transforme alguns passos para o digital, como o teste de inglês e o vídeo de apresentação.

Processos mais inteligentes: um aspecto crucial para dar segmento ao onboarding com o futuro colaborador. Testes onlines para avaliar a compatibilidade da cultura e posição entre a empresa e o concorrente.

Feedbacks e pesquisa de satisfação: Mesmo que o candidato não consiga a vaga, peça um feedback do que foi oferecido em cada etapa. Esses indicadores irão servir como exemplo para atração de novos colaboradores utilizando o onboarding.

Ainda que o RH seja a área responsável por todas as etapas da admissão, ter a presença dos demais gestores parceiros nesse passo a passo é valoroso para a apresentação e a receptividade das pessoas.

É imprescindível realizar uma integração coesa para reter novos talentos e evitar o turnover, formar um ambiente positivo, aumentar o engajamento, entre outros fatores.

“Nós quebramos o onboarding em duas etapas. O primeiro dia (de integração) são as informações gerais da instituição e no segundo dia, focamos em uma integração sobre a cultura do banco”, relata Flávia Santos, Especialista de RH do Banco Toyota na última edição do Employee Experience Virtual Conference.

Pré-admissão e onboarding com novos colaboradores

Mostramos que é possível aplicar o onboarding para captar novos talentos, agora iremos comentar a aplicação com os novos colaboradores antes do D1.

Explore as ferramentas digitais para os novos funcionários se adaptarem à cultura e a história da organização. Então, prepare materiais dinâmicos como vídeos, e-books e games para os colaboradores se ambientarem ao novo local de trabalho.

Crie conteúdos com informações técnicas, como a ética, compliance e a segurança da informação, facilitando a chegada do empregado.

Produza um kit de boas-vindas, comunique aos outros colaboradores sobre a chegada dos novos colegas, apresente os gestores que farão parte do seu dia a dia, realize pesquisa de satisfação após a admissão para avaliar o período de entrevista e acompanhe o colaborador nos primeiros meses por meio de materiais. Todos esses processos geram um acolhimento para os novos funcionários.

Quanto mais o foco for direcionado ao público interno, seja o candidato, o gestor ou o empregado com bastante tempo de casa, isso gera um engajamento que reflete nos resultados, é um ciclo que se retroalimenta.

Gostou desse artigo? Fique por dentro das nossas redes sociais e assine nossa newsletter e acesse mais conteúdos relacionados.

Autor

Ana Paula Rocha

Formada em jornalismo pela PUC-SP e pós-graduada em Mídias Digitais pelo Senac, Ana Paula Rocha tem mais de 10 anos de experiência com reportagens especializadas e para a internet. Atualmente, é gerente de conteúdo na Blueprintt, à frente das áreas de Serviços Financeiros, Finanças Corporativas e Serviços de RH.