Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

O futuro do profissional de FP&A diante do “novo normal”
Conheça os principais desafios que os profissionais de FP&A estão enfrentando atualmente em ambientes voláteis e com expressiva redução de custos

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

O departamento chamado de Financial Planning and Analysis (FP&A) é um dos mais estratégicos de finanças, monitorando os indicadores, cuidando dos balanços e buscando uma maior acuracidade nos processos de forecast. Trata-se de um passo indispensável para aqueles que almejam no futuro um cargo de CFO.

A área exige dos profissionais habilidades comportamentais, tendo uma grande interação com outros departamentos da empresa e precisando desenvolver técnicas de articulação, comunicação assertiva e capacidade de manter alianças.

Em função da crise econômica global causada pela pandemia da Covid-19, o controle de custos se tornou a principal preocupação das empresas. Projetar o futuro nunca foi tão difícil como em 2020 com a volatilidade do dólar, as incertezas econômicas a nível mundial e a lentidão para o controle da pandemia.

Foi preciso, além de reduzir o budget, entender os desafios e as mudanças, trabalhar em home office, negociar com terceiros e saber direcionar a companhia como um todo para um negócio rentável e eficiente.

Mudanças na atuação do Financial Planning and Analysis

Sem sombra de dúvidas a pandemia causou mudanças em diversas áreas empresariais, e não foi diferente com o planejamento financeiro que teve suas prioridades de atuação bruscamente alteradas. Mas à medida que os impactos da pandemia global continuam, é preciso criar novas abordagens para gerenciar melhor este cenário complexo.

Nesse sentido, a Accenture publicou um guia voltado para auxiliar os profissionais de finanças, principalmente o FP&A, a encontrarem respostas rápidas e repensarem suas estratégias. Tendo em vista que muitas empresas descobriram que seus planos, orçamentos e previsões anuais formulados antes da Covid-19 se tornaram quase que irrelevantes.

O planejamento precisa ser mudado em tempo real para se ajustar à nova realidade e nesse sentido, os quatro passos a seguir podem auxiliar no alcance do sucesso nesse novo modelo:

  • Planeje em vários horizontes de tempo: planos que se concentram exclusivamente no curto prazo podem não refletir as necessidades do longo prazo, por isso, é preciso mesclar os horizontes
  • Identifique os novos impulsionadores da previsão financeira: as equipes devem identificar os pontos em ocorreram as maiores divergências financeiras em relação à previsão original.
  • Desenhe rápidas mudanças para fatores externos: a modelagem de cenário ajuda o planejamento financeiro a desenhar mudanças que respondam rapidamente os fatores externos.
  • Crie processos e soluções de planejamento ágeis: equipes multidisciplinares ajudam na identificação dos principais fatores que afetam as demonstrações financeiras e na geração de novos insights.

Pesquisa Blueprintt

Em agosto de 2020, a Blueprintt realizou uma pesquisa com cerca de 25 FP&As de todo o país. Com o objetivo de identificar os principais desafios desses profissionais, tópicos mais sensíveis neste momento e entender as ações tomadas para solucionar os gargalos. As conclusões serão apresentadas a seguir.

Conversamos com profissionais de empresas como Amazon, Oi, Roche, Syngenta, Estapar, Safra, Midea Group, Unifrax, Solenis, Atento, United Health, Aegea Saneamento, Otis Elevadores, Mary Kay, Enel, dentre outras.

Principais desafios elencados pelos profissionais de FP&A

  • Crise econômica gerada pela Covid-19;
  • Variação da taxa cambial;
  • Implementação do trabalho remoto e suas necessidades de adaptações;
  • Inovações tecnológicas para dar mais agilidade nos processos;
  • Novos modelos de negócio digitais;
  • Faturamento em baixa;
  • Demissão de funcionários e necessidade de fazer mais com menos;
  • Refazer os planejamentos;
  • Pouca influência na tomada de decisão;
  • Análise de cenários múltiplos e em curto prazo;
  • Inovação tecnológica para a área operacional;
  • Aumento de custo de venda para o cliente;
  • Encontrar profissionais qualificados.

Quais objetivos esse profissional quer alcançar com sua atuação?

  • Caixa saudável;
  • Budget flexível e análises ágeis;
  • Planejamentos financeiros mais assertivos;
  • Processos desburocratizados;
  • Atuação próxima da alta gestão e da tomada de decisão;
  • Menos tempo no operacional e mais tempo no analítico;
  • Qualidade de vida, produtividade e segurança no home office;
  • Novos meios de rentabilizar as companhias;
  • Times diversos e inovadores.

Ações desempenhadas para conquistar esses objetivos e trazer ganhos para as organizações

  • Apresentação para a diretoria de novas formas de redução de custo nas companhias;
  • Revisão da frequência dos planejamentos de longo para curto prazo, de modo a acompanhar a crise;
  • Novas negociações de prazo e custo com os fornecedores;
  • Desenvolvimento um planejamento financeiro para 2021;
  • Planejamento de preços para o lançamento de novos produtos e serviços;
  • Uso de inteligência de dados para realizar um planejamento financeiro mais assertivo;
  • Adoção de tecnologia para redução das tarefas operacionais;
  • Desenvolvimento de novas habilidades de gestão à distância;
  • Contratação de mais mulheres, negros e gays;
  • Disponibilização de treinamentos às equipes financeiras.

Analisando os dados da pesquisa fica claro que é fundamental para a área de FP&A ter as devidas condições e preparo para atuar em ambientes voláteis, realizando planejamento em curto prazo, reduzindo custos, tendo adaptabilidade no home office e demonstrando oportunidades de crescimento para as organizações em que atuam.

O desenvolvimento de novos skills e a troca de experiências com outros profissionais da área pode ser a chave para conseguir destaque. Em breve, a Blueprintt lançará o Programa Executivo de Imersão em Planejamento Financeiro, fique de olho em nossas redes sociais e não perca esta oportunidade!

Autor

Dayane Dechiche

Formada em Relações Públicas pela Universidade Metodista e pós-graduada em Gestão de Comunicação e Marketing pela Universidade de São Paulo. Tem experiência com organização de eventos e produção de conteúdo. Atualmente, é analista de pesquisa e conteúdo da Blueprintt.