Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Compras: incorpore tecnologias e promova mais inteligência às negociações
O uso de tecnologias é o que faz o setor de compras sair do operacional para ser estratégico. Com automação e agilidade nos processos, torne-se 4.0!

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

A incorporação de tecnologias tem papel fundamental em uma empresa. Na área de procurement, ela garante automação e agilidade. Com as soluções corretas, os profissionais de compras têm adicionam mais inteligência às negociações.

É um ótimo passo para aproximar a empresa da Indústria 4.0. Se você quer saber como Big Data, Business Intelligence e Inteligência Artificial podem trabalhar a seu favor, confira nosso post!

Incorporação de tecnologias é uma necessidade

A área de procurement é estratégica para o negócio. Com ações táticas e metodologias eficientes, ela é capaz de otimizar custos, agilizar processos e promover inteligência às negociações.

Com um bom investimento, ela também consegue propor soluções inovadoras para trazer ainda mais lucratividade para o negócio. E isso só é possível com a incorporação de tecnologias. Elas garantem automação e agilidade, proporcionando inteligência aos processos e às negociações.

Portanto, demonstre essa necessidade de investimento em tecnologia à direção da empresa. Diga a ela o que você pode fazer com as soluções da Indústria 4.0. Mostre as vantagens competitivas que a tecnologia pode trazer.

Um ponto que merece atenção é que a incorporação de tecnologias trará novas necessidades. Em outras palavras, novos requisitos para o departamento de compras. Um deles será capturar e analisar dados, bem como atuar neles em tempo real. Essa atividade é, inclusive, o coração da Indústria 4.0.

Por um lado, a empresa precisará se estruturar para ter uma base de dados robusta para embasar suas decisões em compras. Por outro, deverá capacitar seus profissionais para utilizar as inovações. Afinal, os dados são o novo ouro. Então, é preciso ter gente competente para atuar nessa incorporação de tecnologias.

Automação e agilidade nos processos

Automação e agilidade nos processos é a dobradinha artilheira do seu time de compras. O uso de digitalização, Business Intelligence e tecnologias disruptivas confere rapidez à execução de tarefas. Assim, os profissionais de procurement se tornam mais produtivos.

A incorporação de tecnologias também serve para subsidiar tomadas estratégicas de decisão. Como dissemos, a análise de dados se torna a facilitadora para um Procurement 4.0. Há casos em que se pode, inclusive, gerar decisões de compras automaticamente. Já pensou que maravilha?

Benefícios

Automação e agilidade nos processos por meio da incorporação de tecnologias garantem ainda mais vantagens, como:

  • uso de ferramentas por toda a cadeia de valor da aquisição, desde planejamento e abastecimento até negociações de contratos, entrega de pedidos, pagamento e gerenciamento de fornecedores (plataformas end-to-end);

  • aumento na colaboração, na análise e no engajamento do comprador estratégico com seus stakeholders;

  • manutenção de um time de compras focado em strategic sourcing, geração de valor e savings;

  • previsão de fontes de abastecimento e alertas oportunos de acordos negociados;

  • detecção automática de demanda de material e entregas de reabastecimento;

  • categorização e gerenciamento de gastos em tempo real;

  • proatividade no gerenciamento de fornecedores;

  • eliminação de processamento repetitivo.

Um dos benefícios é destacado por Roberto Watanabe, Strategic Sourcing, Procurement and Alliances Director da Informática El Corte Ingles. Para ele, as novas tecnologias são grandes aliadas da análise de dados (Big Data, Business Intelligence, Inteligência Artificial etc) e da realização de processos operacionais e repetitivos, como o Robotic Process Automation (RPA).

Em sua visão, “a área de compras pode se dedicar à análise de dados e às estratégias inerentes ao negócio da empresa”.

Inteligência nas negociações e tomada de decisões estratégicas

Aproximar-se da Indústria 4.0 pode ser um processo demorado. Carlos Bauke, Gerente Executivo de Compras & Facilities da CVCCorp, aponta que a incorporação de tecnologias no setor de compras ainda é algo muito embrionário, que reside no campo da experiência.

No entanto, ele destaca que existem soluções avançando. “E é realmente necessário, pois quanto mais automatizar os processos simples, de baixo valor, e quanto mais dados e informações, mais tempo para os processos estratégicos”.

Uma das soluções que merece destaque é a união de Big Data e Business Intelligence. Esse grande e complexo conjunto de dados é um dos responsáveis pela inteligência nas negociações e pela tomada de decisões estratégicas.

Big Data e Business Intelligence

Sabe aquele problema na cadeia de suprimentos que tirou o seu sono no último mês? Aquela análise de informações que não fechava e nem fazia sentido? A incorporação de tecnologias relativas ao processamento e à interpretação de dados pode ser sua salvação. É o Big Data, que pode dar insights para fundamentar decisões e ações estratégicas de negócio, como as negociações.

Você tem conhecimento profundo dos hábitos e das preferências de seu público? Essa é uma atividade natural para um setor de compras já adequado à Indústria 4.0. Afinal, não basta ter nas mãos um grande volume de informações se você não sabe filtrá-las e destiná-las.

Com uma boa análise, é possível encontrar as respostas para reduzir custos e economizar tempo. É a atuação estratégica do setor de compras — o verdadeiro parceiro de negócio.

E não só isso. O Big Data pode ser associado com outras tecnologias de alta performance. Quer saber a causa de erros e problemas quase que em tempo real? É possível. Business Intelligence, por exemplo, é uma ferramenta de alto valor estratégico. Sua base é coleta, organização, análise e cruzamento de informações. Esse conjunto de processos auxilia o profissional de procurement a tomar as melhores decisões para seu setor e, consequentemente, para o negócio.

Além de Big Data e Business Intelligence, a tecnologia Blockchain já chegou no setor de Compras 4.0.

Blockchain

Só a palavra Blockchain já nos remete à Indústria 4.0. Essa tecnologia traz implicações significativas em compras, cadeia de suprimentos e gerenciamento de fornecedores. Seu potencial de transformar todos os tipos de transações digitais atinge a área de procurement e pode inaugurar uma era de eficiência em todo o processo. Desde pagamentos e auditorias até rastreamento de inventário e ativos.

A tecnologia Blockchain na cadeia de suprimentos pode oferecer um novo nível de confiança e transparência, ao mesmo tempo em que permite que o processo de compra obtenha enormes benefícios operacionais. Veja alguns exemplos:

  • criação de contratos inteligentes (smart contracts), à prova de violações, que implementam automaticamente os termos de acordos;

  • gerenciamento aprimorado de pedidos, com automação maior das transações;

  • visibilidade e rastreabilidade da cadeia de suprimentos;

  • liquidação em tempo real.

A incorporação de tecnologias é o que faz seu setor de compras sair do operacional para ser estratégico. Com automação e agilidade nos processos, pode-se conferir inteligência às negociações e tomar decisões bem fundamentadas.

Tudo isso aproxima sua empresa à Indústria 4.0. Por isso, abuse das inovações aplicáveis ao seu setor e prepare sua equipe!

Quer entender como a área de Procurement pode ter uma atuação mais estratégica e parceira do negócio? Assista nossa Web Série gratuita, com entrevistas de três especialistas da área que dividem sua visão sobre o assunto:

Autor

Rita Bomfim

Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Organização e Administração de Eventos pelo SENAC, possui 12 anos de experiências em produção de eventos corporativos e encontros de negócios. Atualmente, é gerente de pesquisa e conteúdo da Blueprintt.