Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Ganhos ao aplicar a Inteligência Artificial na área tributária
Empresas apostam em inteligência artificial na área tributária com o foco de reduzir custos e ganhar tempo para tornar o setor mais estratégico

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

Conhecida historicamente como uma área burocrática e antiquada, o departamento fiscal e tributário quer deixar esse estigma para trás. Ainda que esse rótulo negativo não seja por acaso, pelo fato de alguns profissionais terem uma conduta mais conservadora, a resistência da inserção de novas tecnologias como a inteligência artificial na área tributária está ganhando espaço nos últimos anos.

Não há outro caminho, enquanto os demais setores praticamente já vivem em uma rotina totalmente tecnológica, o contábil, fiscal e tributário começam a seguir os mesmos passos, a transformação digital.

Não se trata apenas de digitalizar processos, a transformação digital passa por uma mudança de mindset de gestores e colaboradores. O primeiro passo é entender os benefícios que a Inteligência Artificial irá possibilitar para a área, com isso fica mais simples de compreender que a tecnologia não veio para tirar a vaga de ninguém, e sim, melhorar a rotina de trabalho.

A questão de “tirar ou não a vaga de trabalho” ainda gera muitas dúvidas, podemos mencionar um exemplo de dentro de casa. Todo mundo busca conforto por diversos motivos, um deles é a rotina corrida e ter em seu lar um lugar de repouso. Se perguntar para qualquer pessoa, quem tem interesse no robô aspirador de pó, a maioria delas irá dizer que sim, já que ninguém quer chegar depois de um dia corrido e ter que aspirar a casa.

É exatamente essa a proposta da transformação digital na área tributária, fazer da rotina menos burocrática e diminuir os trabalhos manuais. A inteligência artificial irá fazer do setor, um local mais dinâmico e com menos chances de erros.

Mas, o que é Inteligência Artificial?

Como mencionado acima, vai muito além de apenas digitalizar processos.

Basta prestar atenção ao usar o seu smartphone para uma pesquisa ou uma conversa com o celular na mão sobre um determinado assunto que, automaticamente, começará a chover propagandas em seus aplicativos de redes sociais.

Basicamente é dessa forma que ela funciona, reunindo dados e informações para atender o cliente. É a ciência que tem como foco emular a capacidade humana de raciocinar, tomar decisões e resolver problemas. São dispositivos e softwares programados para ter uma inteligência própria com base em dados.

Da mesma forma que os softwares servem para prever costumes recomendando produtos e serviços de interesse pessoal, é possível aplicar internamente dentro das empresas, no caso do setor tributário, para automatizar pagamentos de tributos ou realizar cálculos de impostos.

E por que a transformação digital se torna importante? Além das informações já apresentadas, as organizações têm que se atentar ao mundo externo também. O sistema tributário brasileiro passa por constantes alterações, são muitos detalhes que podem influenciar na tomada de decisão impactando o mundo dos negócios.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributário (IBPT), por dia, uma média de 30 novas regras são editadas no país. Como se debruçar sobre essa situação se o departamento continua fazendo atividades manuais?

Vamos conferir os benefícios da inteligência na área tributária?

Benefícios da Inteligência Artificial na área tributária

São muitos benefícios ao adotar a inteligência artificial, talvez o mais valioso é o de proporcionar aos colaboradores e novos talentos a chance de ter foco em estratégia e planejamento, uma vez que a maioria das atividades serão automatizadas.

Melhorias nos processos: a tecnologia irá permitir um fluxo mais eficiente e eficaz nas atividades do dia a dia, apesar da complexidade, a inteligência artificial torna tudo mais simples, transparente e sem perder qualidade no processo.

Diminuir erros: com um processo automação bem estabelecido, diminuem as chances de erros. Por se tratar de atividades complexas, com muitos números e fórmulas, o software garante uma segurança maior, além de analisar de forma mais rápida em comparação ao olho humano.

Economize tempo e dinheiro: automaticamente, o ganho de tempo aumenta de forma considerável ao implantar a inteligência artificial, e quando falamos em tempo, não nos referimos somente a horas de trabalho, mas também ao dinheiro gasto durante o processo manual. Essa redução de custos é fundamental para a área continuar investindo em tecnologia.

Existem diversas empresas especializadas nesse ramo, as startups são as grandes parceiras nesse processo de transformação digital. No mercado tem todo tipo de aplicativo para atender a demanda, e caso ainda não tenha, os gestores podem encomendar o que melhor irá atender a necessidade de uma atividade específica.

Para cada situação ou serviço existe um robô ou RPA.

  • RPA para controle de documentos;
  • RPA para fazer auditorias;
  • RPA para a contabilidade tributária;
  • RPA que amplie a oferta de serviços;
  • RPA para apurar e analisar impostos.

O importante aqui é conhecer bem os processos e como aplicar os robôs, pois há risco de não dar certo e gerar frustração e retrabalho.

Comitê de talentos

Feito o processo de análise e implantação, quem ficará responsável pelo andamento das atividades? É aí que entram os funcionários que antes eram subaproveitados realizando tarefas manuais.

Mas, o conhecimento de “mão na massa” não é o suficiente, é essencial que a empresa proporcione uma oportunidade aos colaboradores de se capacitarem e se prepararem para a nova realidade.

É mais vantajoso valorizar quem já está na companhia do que contratar um novo funcionário, o processo de adaptação, conhecer todos os pormenores da empresa leva um tempo, sem contar que quem já está no setor, conhece os valores e a cultura da empresa.

Essas pessoas serão os agentes da transformação da área tributária, características como: poder de análise e facilidade com tecnologia são indispensáveis. Lembra do alto número de novas regras regulamentadas por dia no Brasil? Pois bem, os colaboradores poderão se especializar em possíveis soluções caso alguma impacte o negócio da empresa.

Mais tempo para ser estratégico e tático.

Quer saber mais sobre a I.A na área tributária? Inscreva-se para a 2ª turma do Programa Executivo de Imersão em Tax Finance. Acesse o site e conheça a programação.

Autor

Ana Paula Rocha

Formada em jornalismo pela PUC-SP e pós-graduada em Mídias Digitais pelo Senac, Ana Paula Rocha tem mais de 10 anos de experiência com reportagens especializadas e para a internet. Atualmente, é gerente de conteúdo na Blueprintt, à frente das áreas de Serviços Financeiros, Finanças Corporativas e Serviços de RH.