Benefícios flexíveis e performance do colaborador: entenda essa relação e saiba como implementar.

Pode parecer novidade, mas os benefícios flexíveis já há algum tempo têm se estabelecido como uma grande vantagem competitiva entre as empresas. Se você quer saber mais sobre eles e entender o seu impacto na produtividade de seus colaboradores, continue acompanhando este artigo!

O que são benefícios flexíveis e por que estão se tornando uma tendência

Os benefícios flexíveis são todas as vantagens financeiras oferecidas aos funcionários além do salário e demais direitos trabalhistas, como o 13° salário e as férias. Aqui no Brasil, desde a década de 1990, as empresas passaram a oferecer aos seus colaboradores benefícios não obrigatórios e, nos últimos cinco anos, isso tornou-se um diferencial importantíssimo para atração e retenção de talentos – muitas vezes, um fator mais competitivo do que o próprio salário.

Nesse cenário mais recente, por se tornar um atrativo eficiente para o mercado, novas possibilidades de benefícios, que vão muito além dos tradicionais vale-refeição e vale-transporte, foram pouco a pouco incorporadas em propostas de trabalho em empresas de todos os portes e segmentos, veja alguns exemplos:

  • auxílio-alimentação;
  • auxílio-creche;
  • auxílio-combustível;
  • auxílio-cultural;
  • educação financeira;
  • cartão de viagem;
  • custeio de atividades de lazer;
  • custeio de academia, dança, artes marciais e outras atividades físicas;
  • custeio de educação;
  • empréstimo consignado;
  • cartão de benefícios;
  • descontos em produtos e serviços;
  • plano de saúde;
  • plano odontológico;
  • seguro de vida.

Uma empresa que oferece um pacote de benefícios completo, que efetivamente faz diferença na qualidade de vida do colaborador, além de melhorar e consolidar o posicionamento da sua marca, consegue ver um retorno direto no aumento da produtividade e engajamento de seus funcionários. Vamos explicar no próximo tópico!

Como os benefícios flexíveis impactam na performance

Ter uma vida financeira desorganizada afeta diretamente todas as áreas da vida, especialmente na rotina de trabalho. Profissionais estressados, cansados, pouco focados e muitas vezes duplicando a jornada resultam em uma óbvia queda de produtividade, que consequentemente atinge a empresa de forma geral.

De acordo com o estudo The Employer’s Guide to Financial Wellbeing 2018-19”, o estresse financeiro reduz em até 15% a performance no ambiente corporativo – e a empresa tem, sim, um papel fundamental para ajudar a reverter esse cenário, não apenas pelo cuidado com os colaboradores, mas também para manter suas operações em um ritmo suficiente para continuar crescendo.

Além disso, é importante ressaltar que o mercado e os profissionais esperam que as empresas ativamente proponham iniciativas de bem-estar financeiro, um dos principais pilares dos benefícios flexíveis. De acordo com a pesquisa da Creditas com funcionários CLT no Brasil, realizada em 2021, 90% dos colaboradores entrevistados acreditam que a empresa deveria ter um papel efetivo na educação financeira de sua equipe, mostrando que essa responsabilidade cada vez mais tende a ser dividida entre empregador e empregado.

Confira este Guia da educação financeira nas empresas

Com essas evidências, é possível afirmar que uma empresa que investe em benefícios flexíveis investe também em sua força de trabalho e em sua performance, trazendo vantagens para todas as partes envolvidas. Confira a seguir!

    Vantagens para o colaborador

  • Alívio financeiro para despesas com alimentação, transporte, saúde, atividades físicas e lazer;
  • Melhor capacidade de organização e concentração;
  • Maior possibilidade de investir em educação e desenvolvimento profissional;
  • Melhoria da saúde mental;
  • Maior controle financeiro;
  • Aumento da satisfação pessoal e autoestima do colaborador.

    Vantagens para a empresa

  • Redução de absenteísmo e presenteísmo;
  • Maior engajamento e senso de pertencimento dos colaboradores;
  • Marca fortalecida;
  • Vagas mais atrativas;
  • Colaboradores mais leais e assíduos;
  • Melhoria da produtividade e, consequentemente, dos resultados e da lucratividade.

Como implementar

O primeiro passo de uma implementação satisfatória de benefícios flexíveis deve ser, antes de tudo, um planejamento bem calculado dessa iniciativa. Nessa questão, vários pontos devem ser considerados, como mostraremos a seguir. Acompanhe!

    Entenda o alcance da empresa

Quais benefícios podem ser considerados no momento atual da empresa sem que isso comprometa o orçamento? A partir dessa análise, já é possível planejar e seguir com as próximas etapas da implementação.

    Pesquise as prioridades dos funcionários

Criar um pacote de forma unilateral, sem entender as reais necessidades dos colaboradores, pode se tornar uma estratégia infrutífera e um investimento perdido. Abra o diálogo com sua equipe por meio de pesquisas para saber quais são as prioridades dos seus funcionários.

    Envolva as áreas no projeto

Quais são as áreas chave para o sucesso da implantação do sistema de  benefícios? Geralmente, além da equipe de RH, a área jurídica também deve ser acionada para analisar o respaldo da legislação trabalhista nesse processo, já que a não observância desse quesito pode resultar em ações judiciais e muita dor de cabeça para a empresa.

    Comunique com clareza

Durante todo o planejamento e implantação, a empresa deve ser bastante transparente e objetiva nas comunicações com os colaboradores, incluindo as pessoas nas delimitações do projeto e solicitando feedbacks.

    Acompanhe as métricas de sucesso

Após a implementação, é fundamental realizar uma análise recorrente dos impactos causados na empresa e no dia a dia do colaborador. Além disso, é preciso avaliar – e reavaliar, se necessário – se os resultados foram positivos ou se cabem ajustes para melhorar os pacotes de benefícios.

Como escolher uma empresa de benefícios flexíveis?

Empresas de benefícios flexíveis podem ser um recurso interessante para facilitar o desenvolvimento dessa estratégia, já que oferecem diversas soluções através de uma única plataforma, simplificando significativamente a gestão do RH.

Porém, antes de decidir, faça uma pesquisa detalhada sobre a opinião do mercado e de clientes atendidos, busque cases de sucesso, confira a abrangência dos serviços e se a empresa disponibiliza uma boa experiência tanto para a equipe de Recursos Humanos quanto para os colaboradores.

A plataforma da Creditas @Work conta com uma variedade de benefícios flexíveis que auxilia na solução de problemas financeiros dos funcionários, como cartão de benefícios, empréstimo consignado com as melhores taxas de juros, antecipação de salário, previdência privada e programa de educação financeira, otimizando a rotina do RH e oferecendo soluções que fazem toda a diferença para o colaborador.

 

Conheça a Creditas @Work

Sobre o autor

Artigos relacionados

ESTÁVAMOS COM SAUDADE

Estávamos com saudades, voltamos com o calendário presencial de 2022.  Em 20 de dezembro de 2019, realizamos a festa de confraternização de fim de ano

Leia Mais »

Estratégias baseadas em grandes ideias vencem

Cadastre-se para receber mais artigos como este e domine sua função

Ao enviar este formulário você está concordando com nossos termos de uso e política de privacidade

Formulário enviado com sucesso

Clique para fechar

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, clique aqui.