Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Prêmio Educorp: conheça o projeto que transformou a área de treinamentos na Atento
Projeto permitiu que a companhia economizasse em um ano custos de mais R$ 6,4 milhões, além de aumentar a satisfação dos funcionários.

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

Hoje vamos apresentar como é tratada a área de educação corporativa na Atento, que ficou em 3º lugar na categoria Melhor Case em Departamento de Treinamento e Desenvolvimento do Prêmio Educorp, entregue em julho pela Blueprintt.

Para acompanhar a velocidade do nosso mercado atual, todos os dias grandes empresas precisam passar por processos de revisão de processos e de recomeço quanto à alguns costumes e formas de fazer negócio.

Só assim elas conseguem não deixar enferrujar suas engrenagens, pois estando há anos no mercado isto com certeza pode acontecer. Além de exercitar todos os dias o pensamento de como fazer melhor.

Um dos grandes passos para chegar à este patamar, que muitas empresas acabam deixando para segundo plano, é preocupar-se com a forma com que todas as equipes da companhia tem sido treinadas.

Muito se fala, e com razão é claro, sobre o aprendizado de cada colaborador em quaisquer empresas, quanto a assuntos que envolvam o meio de trabalho dele de maneira macro, pensando na carreira de forma abrangente, ou seja, quanto a realização de cursos, especializações e vivências formativas.

Porém acaba-se esquecendo, muitas vezes, o quanto é necessário rever a maneira com que se ensina o dia a dia para colaboradores. É preciso implantar uma forma cada vez mais criativa, inovadora e sem barreiras.

Assim, o básico que já será exigido diariamente de cada membro das equipes nas empresas esteja calibrado de uma maneira prática, produtiva e mais qualitativa possível.

Por isso, vamos falar da mais nova ferramenta de treinamentos internos da Atento, a Fábrica de Conhecimento.

 

Educação corporativa na Atento

Em janeiro de 2016 começaram a ser desenhados os projetos da Fábrica de Conhecimento da Atento.

O time agrupava cerca de 25 ou 30 pessoas naquele momento, que agora somam mais de 60 pessoas, totalmente focadas na criação de conteúdo.

Desde sempre. A empresa já contava com o que chamam de “conteúdistas”, pessoas que desenvolviam insumo para os treinamento e depositavam em um site interno para a utilização de cada equipe.

Porém, cada pedaço da empresa produzia estes insumo à sua maneira, o que deixava algumas informações sem direcionamento e com a cara de cada líder ou equipe, ao invés de ter a cara da empresa.

“A ideia da Fábrica foi unir tudo isso em um só lugar, já com o intuito também de padronizar a comunicação e também para que a troca de informações fosse mais fácil” frisa Gisele Domingos, Consultora de Recursos Humanos da Atento.

A Atento ela é uma empresa extremamente grande e, por isso, melhorar seu direcionamento estratégico é sempre uma prioridade, tendo em vista que sua exposição, demandas e volume de trabalho exigem isso.

 

Necessidades da Fábrica de Conhecimento

Algumas necessidades são mais padrão quando estamos falando da otimização de treinamentos, como reduzir os dias em que o colaborador fica totalmente imerso no aprendizado, melhorar a absorção e gera melhor qualidade, diminuir a curva de aprendizagem, entre outros.

E para tais, temos alguns exemplos do que esta equipe focada no projeto realizou.

Entre eles, a substituição de prints de tela por simuladores, assim a vivência dentro do sistema da empresa já pode ser vivida na prática, melhorias na interação com a plataforma de aprendizado, o foco em aprender a operar, tanto o próprio sistema da Atento, quanto o dos clientes que cada uma daquelas pessoas atenderão no dia a dia na prática, entre outros.

 

 

A plataforma

Para facilitar a identificação de cada um com a plataforma, a Atento criou uma personagem chamada Ana, que se transformou em uma espécie de guia virtual para o treinamento.

As boas vindas dos novos funcionários por e-mail, por exemplo, já vão com uma vídeo-aula pensado em torno de um storytelling que já deixe a pessoa envolvida com as primeiras informações sobre a empresa.

A apresentação fala um pouco sobre o que o funcionário vai fazer por lá, quais os clientes que vai atender, etc.

Toda esta ideia roda em uma ferramenta interna chamada Gera e conta com uma equipe de desenvolvimento de materiais de treinamentos dedicada e centralizada.

O grupo também trabalha em cima da possibilidade de, em algumas etapas do processo, as pessoas poderem realizá-las de qualquer lugar e a qualquer horário.

Ele segue uma trilha de conhecimento, pode interagir com perguntas e apontamentos, além de, quando chegar ao final da formação técnica ganhar um certificado.

Outro benefício também dado aos utilizadores é um plano de carreira dentro do desenvolvimento técnico que a plataforma entrega. Então, se você quer alcançar um cargo X dentro da empresa hoje, seu líder pode calibrar a ferramenta para que alguns treinamentos lhe sejam direcionados e você possa trilhá-los até alcançar seu objetivo.

 

Mais alguns detalhes

Dependendo do treinamento que a pessoa esteja incumbida de realizar naquele momento, ela pode tanto realiza-lo acompanhada, quanto sozinha. Para atingir o que eles chama de “Nível EAD” é preciso trilhar uma boa parte do projeto primeiro.

Houve um grande investimento em materiais com infográficos para memorizar melhor aprendizado.

É possível que este colaborador realize alguns tipos de treinamentos da própria mesa em salas virtuais, podendo ainda tirar dúvidas, assistir aos vídeos, entre outras atividades.

 

Resultados

Inicialmente, após a implantação do programa, foi possível ver uma visível satisfação dos próprios colaboradores e também proativo feedback dos líderes quanto à qualidade do resultado diário sobre o desenvolvimento técnico de cada colaborador.

Mas a empresa conseguiu também: otimizar o tempo de conteúdo de treinamento e a quantidade de dias em que este funcionário fica em treinamento.

Por fim, a Atento economizou custos de mais 6,4 milhões de reais, além de já terem conseguido aplicar a nova metodologia e ferramenta em 218 treinamentos neste um ano de funcionamento do projeto.

 

Gostou da história da Atento?

Veja mais cases sobre Educação Corporativa e transforme essa área na sua empresa.

Autor

Flávia Lima

Flávia Lima é jornalista pela PUC-SP e pós-graduada em Comunicação e Marketing pela ECA/USP. Possui ampla experiência como jornalista setorizada. Atualmente, é gerente de conteúdo da Blueprintt, responsável pelo planejamento de congressos corporativos nas áreas de RH Estratégico, Marketing e Tecnologia da Informação.