Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Conheça as vantagens e benefícios do CSC 4.0
Com o mercado cada vez mais acirrado, empresas apostam no CSC 4.0 como diferencial para o alavancar o negócio

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

O conceito de CSC (Centro de Serviços Compartilhados) é focado em padronização, para otimizar os processos da empresa. Com isso, o rendimento aumenta e por consequência, reduz tempo e custo. Ainda assim, profissionais da área perceberam que poderiam ajudar de outra forma com base na melhoria contínua. Sendo mais estratégico e tático, assim surge o CSC 4.0.

Hoje, a maioria das empresas buscam por dados, e conhecer o seu público (interno e externo) é uma grande vantagem competitiva. Por exemplo: um aplicativo de entrega de alimentos consegue identificar que tipo de comida, qual o horário que o cliente costuma fazer o pedido, a periodicidade, quantidade, entre outras informações para criar um perfil do usuário, facilitando a busca dos clientes. Essa tecnologia é conhecida como Big Data.

Trazendo para o universo corporativo, um setor que passa por essa constante transformação é o backoffice, porém, nem todos os gestores optam por um atendimento 100% digital. O ideal é realizar a digitalização dos processos desde o primeiro contato como primeiro passo para o CSC 4.0.

Crie um portal de CSC com os seguintes tópicos:

  • Que seja o único ponto de contato;
  • Acompanhamento de solicitações;
  • UX colaborador;
  • Avaliação dos serviços.

Feito isso, se atente ao processos de digitalização ou RPA:

  • Automação das atividades transacionais;
  • Escalabilidades de iniciativas.

E o último passo é investir em coleta de análise, criar um dashboard:

  • Visibilidade de resultados por público;
  • Fonte única de informações.

Características do CSC 4.0

Perceberam algumas coincidências no passo a passo acima? Centralizar — método característico do CSC — o contato e as informações, cada um com a sua ferramenta.

Mesmo seguindo premissas parecidas, a mudança de mentalidade tem que acontecer para o CSC caminhar para o digital. A área já carrega uma vantagem por inserir automação nos processos, mas agora é necessário ser disruptiva para se tornar tática e estratégica.

Fabio Jacob, Diretor de CSC do Grupo Boticário foi convidado a participar do Programa Executivo de Imersão em Shared Services, realizado pela Blueprintt e comentou sobre a análise de dados a partir da digitalização dos processos, confira:

“A ideia é ter o analytic (inteligência analítica) embaixo de cada etapa do processo, normalmente ele é encontrado no final (…) quando um dado está no digital, você consome ele no momento em que está acontecendo e esse é o grande ganho para mim na digitalização dos processos”, afirma.

Até o momento citamos duas ferramentas que são características do conceito do CSC 4.0, big data e o analytics, e existem outras, como machine learning e blockchain.

Outro passo essencial é a transformação do RPA em todos os setores. Logo, os processos que já estão criados se tornam digitais e os que ainda vão nascer já serão digitalizados, seja no atendimento interno, de fornecedores e se for o caso, de revendedores.

Adaptar todos os processos de atendimento com o conceito do CSC 4.0 de acordo com o público. A comunicação irá fluir de forma mais lisa uma vez que as informações serão centralizadas em um único portal. Além de controlar a gestão de riscos também.

Data Science é o futuro

Se caso você nunca ouviu falar sobre Data Science nas empresas, é melhor ir se preparando, pois é uma tendência que será realidade a curto prazo nas organizações.

Data Science para o negócio é a ciência que estuda os dados da empresa, através de processos que começam desde a captura até a conversão dos dados. Ela possibilita realizar análises e gerar panoramas para chegar no resultado da pesquisa. Com o conhecimento em diversas áreas como matemática, estatística e programação.

Como ela pode ser útil ao seu negócio?

  • Mecanismos de busca;
  • Comparação de preços;
  • Financeiro;
  • Propaganda digital.

Quais os benefícios e vantagens?

  • Precisão nas tomadas de decisão;
  • Previsão de demandas;
  • Contenção de clientes;
  • Otimização de segurança.

O Data Science e o CSC 4.0 estão pautados pelo mesmo guarda chuva, a Internet das Coisas. O executivo que se dedicar a esses temas irá sair na frente para tornar o CSC totalmente digital.

Ficou interessado no assunto? Acesse o nosso site e se inscreva para o Programa Executivo de Imersão em Shared Services. Clique aqui e saiba mais!

Autor

Rita Bomfim

Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Organização e Administração de Eventos pelo SENAC, possui 12 anos de experiências em produção de eventos corporativos e encontros de negócios. Atualmente, é gerente de pesquisa e conteúdo da Blueprintt.