Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Guia rápido sobre compras além do saving
O conceito de compras além do saving consiste na busca dos gestores para revolucionar o negócio nas empresas, conheça seus principais pontos

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

Aquele ciclo de mais gastos, alto volume nas produções gerando um retorno maior vêm caindo por terra. Pensar dessa forma é estar atrasado independente da área de atuação, abrir a mente para novas ideias e, principalmente, rever conceitos é um exercício criativo e necessário para se reinventar, ainda mais em tempo de crise e recessão econômica. É disso que se trata o conceito de compras além do saving.

Para começar, vale uma rápida explicação sobre o termo saving, ao pé da letra quer dizer redução de custos, otimizando investimentos com estratégias de análises. Na prática é o quanto foi feito de economia e o quanto de gasto foi evitado. Outro termo bastante conhecido é o cost avoidance, traduzido para o português é evitar custos. Ambos são indicadores de compras.

E por que investir em saving? Ele sugere a diferença entre um orçamento contra o que foi comprado através do cálculo. Expondo o quanto as áreas conseguiram economizar, possibilitando um bom relacionamento entre clientes internos e fornecedores.

Estratégias de compras além do saving

Entenda como juntar as ideias e agregar valor para a sua compra.

Conectar a sua compra: com a necessidade do cliente interno, estar convencido se aquilo é o melhor para empresa. Validar realmente a carência da área.

Analisar o mercado: acompanhar as indústrias, garantindo um preço fixo de seus fornecedores.

Analisar o fornecedor: aqui fica uma reflexão: como foi a relação de parceria para ajudar seu fornecedor que passou dificuldade na crise? Estabeleça um vínculo de confiança, pois sabemos que o mercado é volátil e no futuro pode ser você que precise de apoio.

Contexto econômico: o mundo inteiro está inserido no mesmo contexto, a pandemia do novo coronavírus. Fique atento ao mercado.

Concorrência: saber o quanto o concorrente paga é importante para medir os custos, barganhar valores e ganhar pontos internamente.

Faz parte adotar estratégias diferentes para compras pequenas e grandes, de repente, terceirizar pode ser uma opção dependendo da demanda.

Com base nesses pontos, é a hora de desenvolver a estratégia de compras focada em redução de custos.

Uma das principais aptidões de um comprador é a negociação. Entender a linguagem do mercado, dominar assuntos relacionados a finanças e poder de convencimento para o fornecedor trazer uma proposta melhor. Essas competências também servem para ações com o público interno.

Vale ressaltar que para obter os resultados esperados é extremamente importante o estabelecimento de um fluxo entre a equipe de compras e os demais setores nas decisões estratégicas, esse envolvimento possibilita que qualidade e redução de custos andem juntos.

Um desafio que o profissional da área irá encontrar é quantidade x valor. Neste momento, a análise econômica será uma grande aliada. Questionar sobre a quantidade solicitada comparando com budget disponível é essencial para facilitar a tomada de decisão. Mesmo que inicialmente a lógica de atacado faça sentido para o valor, deve-se levar em consideração a quantia inutilizável. No fim das contas, isso pode ser um prejuízo.

Ter o aporte do conselho diretivo ou da presidência é fundamental para implementar as estratégias. Sem essa carta branca, esse processo se torna uma missão muito complicada.

Mas então, como ganhar essa confiança? A análise da concorrência é uma forma de convencer o CEO, prevendo as tendências e mostrando que a partir do seu plano a empresa irá expandir o saving.

Ganhos e benefícios

  • Controle de fluxo;
  • Orçamento assertivo;
  • Definição de política para compras;
  • Tendências de mercado (mapeie as oportunidades e traga para dentro da empresa se adiantando aos novos lançamentos);
  • Engajamentos com clientes internos.

“Na Pepsico a gente constrói juntos o orçamento e eu tenho que prometer o projeto que eu vou fazer”, afirmou Mário Speziano, Head of Indirect – Global Procurement Sr. Manager da Pepsico na palestra do Procurement Summit 2020.

O depoimento de Mário é interessante, pois mostra o desafio do setor de compras com os demais parceiros. O palestrante ressaltou o quão importante é manter um bom relacionamento com outras áreas.

Por vezes, o saving acontece agregando valor ao produto ou fortalecendo uma base forte com seus fornecedores e não necessariamente no ato de comprar. Negociação faz parte desse universo e conforme mencionado acima é preciso manter-se atento ao mercado e as oportunidades que ele oferece.

Concluímos que a área de compras é cada vez mais o centro de uma empresa, com um papel estratégico oferecendo ganhos surpreendentes, aumentando os savings, em consequência da solidificação de demandas e o aumento do poder de barganha. 1% de saving pode simbolizar mais de 9% de lucro.

Quer aprender mais sobre o assunto, além de trocar experiências com outros profissionais da área? Inscreva-se no Programa Executivo de Imersão em Procurement. Acesse o site e conheça a programação!

Autor

Rita Bomfim

Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Organização e Administração de Eventos pelo SENAC, possui 12 anos de experiências em produção de eventos corporativos e encontros de negócios. Atualmente, é gerente de pesquisa e conteúdo da Blueprintt.