Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

12 fatores para impulsionar o trabalho em equipe na sua empresa
Profissionais capazes de realizar trabalho em equipe colaboram para o desenvolvimento de um ambiente harmonioso, criativo e que gera resultados.

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

Cada vez mais, as empresas buscam profissionais que tenham a capacidade de fazer trabalho em equipe, pois estes carregam em seu perfil pilares fundamentais para o desenvolvimento de um ambiente harmonioso, criativo e que geram resultados.

 

Sem trabalho em equipe, não é possível obter os resultados planejados. Vou além, não se consegue sequer sair do lugar.

 

Meu filho de 5 anos adora uma série de animação infantil canadense, cujo enredo nos apresenta as aventuras de uma matilha de seis filhotes, liderados por um garoto de 10 anos.

 

Fiquei bastante atraído pela forma como os personagens vivem e experimentam o trabalho em equipe, afinal, eles são patrulheiros.

 

Sempre trabalhando em equipe, os personagens enfrentam problemas cotidianos da cidade onde moram e buscam solucioná-los, ajudando, assim, o próximo e sua comunidade.

 

A dinâmica dos episódios segue sempre a mesma lógica: algum problema acontece na cidade, Ryder, o garoto, recebe um pedido de ajuda e convoca os filhotes para a missão.

 

Como líder da matilha, ele conhece as habilidades específicas de cada filhote, pois adotou e treinou cada um deles.

 

Assim, de acordo com a missão e com as competências de cada um deles, Ryder delega as atividades para os filhotes e, juntos, saem para solucionar o problema.

 

É isso que precisamos no dia a dia das empresas.

 

Habilidades para o trabalho em equipe

 

Trabalhar em equipe não é fácil e exige muito de si e dos outros. Então, separei quatro habilidades que são essenciais para isso.

 

  1. Administração de conflitos

 

Uma equipe é formada por duas ou mais pessoas. Só isso já é o suficiente para que conflitos apareçam no dia-a-dia.

 

Portanto, saber lidar com as características diferentes de cada integrante da equipe, conseguir conciliar interesses individuais, conversar e estabelecer uma relação de confiança entre todos é primordial.

 

  1. Comunicação

 

Não se trata apenas de saber comunicar, falar claramente. Uma equipe só alcança bons resultados com harmonia se todos praticarem a escuta ativa.

 

Por escuta ativa, entenda aquele modo de ouvir em que você está 100% concentrado no que o outro está dizendo, não tenta antecipar o pensamento ou sua conclusão, você permanece ouvindo de verdade.

 

  1. Atitude proativa

 

Ter atitude é muito importante, agora, é fundamental ter atitude proativa, ou seja, estar disposto a ajudar e a resolver os problemas que surgem.

 

Isso contribui no desenvolvimento de toda a equipe, gera motivação e vontade de fazer acontecer em todos.

 

  1. Criatividade

 

É a habilidade de agir de forma inovadora, fugir dos padrões na solução de problemas e pensar de forma original, fora da caixa.

 

Voltando ao desenho animado, observo como os filhotes trabalham muito bem em equipe, demonstrando, em diferentes níveis cada uma dessas habilidades.

 

 

Fatores que impedem o trabalho em equipe

 

Todos os profissionais buscam seu espaço dentro das organizações. Estar entre os destaques da empresa, gerando resultados, também faz parte do jogo corporativo.

 

Porém, os benefícios de um projeto desenvolvido em equipe só podem ser colhidos quando entendemos que os resultados deste time nada mais são do que a somatória dos esforços individuais de todos os seus membros.

 

Assim, existem alguns comportamentos que minam o trabalho em equipe, dificultando a obtenção dos resultados esperados. Alguns deles, são:

 

  1. Individualismo

 

“Cada um por si e Deus por todos”. Essa frase não combina em nada com equipe, embora ainda existam profissionais que creem que sozinhos são melhores do que em conjunto.

 

Eu prefiro o pensamento da Clarice Lispector que diz “quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado, com certeza vai mais longe”.

 

Sem o apoio de um time, uma equipe direcionada aos mesmos objetivos, diante do primeiro tropeço ou crise, a chance de um fiasco é maior.

 

  1. Má gestão

 

A liderança de um gestor despreparado é fatal para o trabalho de uma equipe.

 

Quando o líder não consegue estabelecer um ambiente de confiança, com profissionais com perfis complementares e, portanto, diferentes, e sem a combinação das 4 habilidades que apresentei anteriormente, o grupo está fadado à frustração e ao insucesso.

 

  1. Falta de flexibilidade

 

Pessoas diferentes trabalhando em um mesmo projeto, em uma mesma equipe, não pensam da mesma forma.

 

Assim, estar aberto às ideias dos demais e congregar as diferenças para que se encontrem ações mais assertivas contribui para a evolução da equipe.

 

  1. Falha na comunicação

 

Costumo dizer que em cada 10 equipes, 11 têm problemas na comunicação. Elas acabarão com qualquer intenção de se chegar a algum lugar comum.

 

Como falha de comunicação, estão informações divergentes, ausência de escuta ativa, falta de troca de experiências e de conhecimentos, não estar aberto a ouvir críticas e a receber feedbacks.

 

  1. Falta de colaboração

 

“Quando um não quer, dois não fazem”. Essa frase resume o problema da falta de colaboração dentro de uma equipe.

 

O líder de um grupo precisa saber identificar as pessoas mais abertas a colaborarem entre si para que os resultados apareçam.

 

Assistindo à série animada, é possível identificar quando problemas como esses acontecem.

 

Algum filhote que tenta resolver um problema sozinho ou que não se demonstra aberto à ideia de outro filhote para uma outra solução acaba em maus lençóis, tendo que voltar à estaca zero, rever suas atitudes, ter a humildade de reconhecer seus erros e tentar novamente, agora com outra postura.

 

Estímulos que fortalecem uma equipe

 

Partindo-se da premissa de que os profissionais selecionados para trabalharem juntos possuem abertura adequada ao trabalho em equipe, existem algumas técnicas simples de motivação de equipes.

 

  1. Comemore

 

Não é preciso esperar alcançar o objetivo final para comemorar. Pequenas conquistas são passíveis de pequenas comemorações.

 

Ressaltar a importância do trabalho em equipe no sucesso intermediário alcançado é uma excelente forma de incentivar o comportamento de todos.

 

  1. Receba e forneça feedback

 

Uma equipe precisa saber se está indo na direção correta e se pode contribuir com o líder com suas opiniões sobre processos e soluções.

 

Mário Sérgio Cortella defende a ideia de que o elogio deve ser público e a correção, em particular. Em sua visão, “um sábio orienta sem ofender e ensina sem humilhar”.

 

  1. Líder presente

 

Um verdadeiro líder está ao lado de sua equipe em todos os momentos. É fácil liderar uma equipe quando os resultados são positivos e tudo está dando certo, o desafio do líder é estar à frente quando tudo parece dar errado.

 

Uma equipe é reflexo do seu líder, portanto, esteja à frente independentemente da situação.

 

Conclusão

 

Trabalhar em equipe é mais produtivo do que trabalhar individualmente. Em equipe se aprende mais sobre si, sobre os processos e sobre os outros.

 

Assim, o profissional que desenvolve essa competência contribui para o seu próprio desenvolvimento e para a geração dos resultados da empresa.

 

Não vejo o mercado de trabalho aceitando profissionais que não possam trabalhar em equipe.

 

Murilo Gun, humorista, palestrante e professor de criatividade, defende que uma das habilidades do profissional do futuro é a inteligência interpessoal.

 

O que isso significa? A capacidade de se relacionar, pessoalmente e profissionalmente, com outras pessoas, além de entender seus desejos e pensamentos, para conseguir conectar-se com elas.

 

Os benefícios de saber trabalhar em equipe refletem em todos os demais setores da vida, não apenas no profissional.

 

Quem se desenvolve nessa competência, certamente colherá frutos em seus relacionamentos pessoais, autoestima, comunicação e qualidade de vida de forma geral.

 

Não imaginava que tantas lições como essas estariam presentes em uma série de desenho animada que, de vez em quando, assisto despretensiosamente com meu filho.

 

Estou ansioso para conferir as próximas missões e com elas novos aprendizados.

 

Aproveito para convidá-los para ler meu último post sobre qual é o papel do Trade Marketing na indústria de bens de consumo do Brasil?

 

Tenho certeza que também vai gostar desse assunto.

Autor

Felipe Requião

17 anos de experiência profissional em indústrias multinacionais FMCG, Telecomunicações, Comunicações, Financeiras e de Serviços, atuando nas áreas de Trade Marketing, Inteligência de Mercado e Marketing.