Blog

Insights de gestão para você antecipar, assimilar e solucionar os seus desafios de negócio

Como preparar e lidar com a sua carreira em tempos de crise
De modo geral, fases de recessão trazem oportunidades tanto para o profissional, como para as organizações. Veja algumas dicas.

Conecte-se

[addthis tool=addthis_horizontal_follow_toolbox]

É muito comum as pessoas não saberem como lidar com a sua carreira em tempos de crise.

 

Nos últimos meses, se tornou parte do nosso cotidiano ver notícias na televisão, jornais e outros meios de comunicação relatando significativo aumento das taxas de desemprego em nosso País.

 

Essas notícias são mais um dos pilares que sustentam e efetivam o fato da existência de uma crise econômica, moral e ética no Brasil.

 

Essa é uma questão que traz grande preocupação para milhares de brasileiros, cujo perfil de atuação é como empregado com vínculo CLT

 

Mas, nesse artigo, quero trazer reflexões sobre as oportunidades que um momento como esse gera.

 

São oportunidades, aliás, tanto para o profissional, como para as organizações, de modo geral.

 

Leia o texto até o final.

 

Para o profissional

 

É natural do ser humano, que em momentos de “vacas gordas”, exista uma certa acomodação e diminuição pela busca de qualificação e investimento na carreira.

 

Quando a crise não existe, a tendência é que tenhamos dentro das organizações profissionais com mais baixa qualificação e com um olhar mais direcionado ao mercado, buscando sempre novas oportunidades.

 

Além desse fator, perde-se consideravelmente em força produtiva de trabalho na crise.

 

Isso acontece porque, em um cenário estável, existe a tendência ao comodismo, baixando a qualidade da entrega em todos os sentidos.

 

É claro que estou descrevendo uma tendência, que não necessariamente se aplicará a todas as pessoas ou organizações.

 

No momento em que a crise bate a porta e as “vacas começam a perder o peso”, podemos dizer que o movimento de “separação do Joio e do Trigo” se inicia em qualquer organização.

 

Se destacam aqueles profissionais que, mesmo diante de um cenário de estabilização e comodismo:

 

  • Assumem uma postura proativa;
  • Se mantém com altos níveis de produtividade;
  • Têm boa qualidade na entrega do seu trabalho;
  • Caminhou com o seu processo de desenvolvimento, investindo em cursos e afins.

 

Esses sim serão os profissionais com maior empregabilidade no mercado e, certamente, os escolhidos para ficar na organização.

 

Se, por qualquer razão, um desses profissionais venha a sair da empresa, rapidamente o mercado irá absorvê-lo.

 

Diante do que foi descrito, como gestora de Recursos Humanos, a reflexão que deixo a todos é que NUNCA PAREM!

 

Estejam em movimento com a carreira, busquem sempre aperfeiçoamento e formações que possam agregar na entrega do resultado a qualquer organização.

 

 

Aprofundem, cada vez mais, a visão empreendedora, criativa e, principalmente, as habilidades em lidar com cenários críticos.

 

Profissionais que desenvolvem essas capacidades são hoje em dia grandes diferenciais para qualquer organização.

 

Para o RH

 

Nesse momento para um departamento de recrutamento e seleção, torna-se muito mais fácil encontrar profissionais para assumir vagas que antes eram mais difíceis de fechar.

 

A empresa que souber aproveitar a fase, terá ganhos preciosos no sentido de melhoria em seus resultados utilizando-se dos melhores profissionais disponíveis.

 

Portanto, para a empresa é uma grande oportunidade e para o profissional é preciso manter a atenção de nunca descuidar de sua carreira, não importa o momento econômico que o País está passando.

 

Afinal, para quem quer voar, não importa se existe vento ou não, o que importa é o desejo em si, pois ele é ele que move para a ação.

 

Cuidar de sua carreira e olhar para os GAPs que necessitam desenvolvimento devem ser um exercício diário para quem deseja manter-se no mercado e alçar vôos cada vez mais altos.

 

Pense nisso e se autoanalise honestamente.

 

Você cuida ou cuidou da sua carreira?

 

Compartilhe sua experiência conosco.

Autor

Brenda Donato

Brenda é Psicóloga Organizacional e Clínica e Executiva de Recursos Humanos há 15 anos. Especializada em Gestão Estratégica de Pessoas pela Universidade Mackenzie, Psicodramatista pela Sociedade Brasileira de Psicodrama e Sociodrama, Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching, Parthioner em PNL pela Sociedade Brasileira de PNL, MBE em Gestão Empresarial pela Fundação Getulio Vargas e especializada em Design Thinking pela Echos - Escola de Design e Inovação.