Saiba como antecipar as tendências de preços em compras

Tendências de preços em compras
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Antes mesmo da pandemia, o mundo já caminhava para a transformação digital com softwares cada vez mais elaborados e automatizações de serviços. Podemos dizer que, diante do cenário pandêmico em que vivemos, essa mudança acelerou o processo de digitalização e obrigou as empresas a revisarem o planejamento e a estruturação.

Em especial o setor de compras, pois com a inflação exorbitante do dólar, se antecipar às tendências de preços de produtos e serviços já não é mais um diferencial, e sim, uma rotina.

Muitas dúvidas devem surgir neste momento: como planejar, qual é o propósito e o que analisar para fazer desse costume uma rotina?

Antes de se aprofundar no assunto, é válido ressaltar a importância da área de compras dentro da organização. Embora algumas pessoas ainda não compreendam, seu papel estratégico é fundamental na hora da negociação — aqui um exemplo de como trabalhar com as tendências de preços — que realizada de maneira inteligente, se torna um braço estratégico para evolução da companhia.

Primeiro passo para melhorar na busca das tendências de preços

Reconhecer quais são as principais dores do setor de compras que uma jornada digital pode ajudar a resolver. Esse é o ponto de partida, o propósito da mudança.

Então, é preciso revisitar todos os processos e identificar quais podem ser digitalizados influenciando no tempo das tarefas e dos custos.

Gerar uma reflexão sobre quais coisas merecem uma melhora na análise. A partir disso, comece a revisar o conceito de toda área.

E o que a empresa precisa para capacitar as pessoas dentro dessa jornada? Conforme comentado, existem diversos softwares no mercado, desde os mais simples aos mais complexos. Escolha o que irá fazer sentido na sua operação.

É preciso estar atento às mudanças significativas no negócios para experimentar novos modelos de fazer o trabalho, sempre visando a transparência e a melhor gestão de procurement.

Machine learning e gestão de riscos em compras

Machine Learning ou em português, “aprendizado da máquina” é uma soma de técnicas da Inteligência Artificial com objetivo de reduzir o tempo para desenvolver estratégias eficientes e confiáveis.

Agora você pode perguntar: qual é o impacto dessa tecnologia em compras? No caso, significa mais espaço para inserir ferramentas e soluções a fim de otimizar o tempo com processos manuais ou analógicos, além da criação de uma cultura planejada na estratégia de organização do gerenciamento de fornecedores, análise de dados, das transações e na gestão de riscos. Ajudando a prever o comportamento do mercado e se adiantar nas tomadas de decisões.

Independente do segmento da empresa, se ela é B2B ou B2C, essa ferramenta pode ser muito útil no que diz respeito a valores e compras.

Outro ponto que merece destaque é a parceria com os fornecedores. Pensa comigo, por quê será que a abordagem do comprador mudou com o fornecedor? Sim, hoje é muito mais desafiador por conta da concorrência acirrada, sem mencionar a volatilidade do mercado. Muitas empresas fecharam as portas e ser parceiro nesse momento é fundamental pensando no futuro, visando fidelidade e garantir prioridades, seja de um novo produto ou serviço.

Falamos muito de tecnologia e sobre a transformação digital, mas uma empresa que não executa gestão de riscos pode ser que não sobreviva no mercado. Apesar desse termo fazer parte das organizações muitas ainda não conseguem aplicar de forma efetiva.

Separamos 4 fases para aplicar a gestão de risco da melhor forma:

  • Identificação para analisar quais são os riscos;
  • Análise quantitativa e qualitativa para colher indicadores e entender os processos do setor de compras;
  • Planejamento das ações. Esta fase em que é listado todos os riscos por importância, criando uma priorização, onde gera o maior impacto e agir em cima disso.
  • Por fim, não menos importante, o monitoramento. Acompanhar o desenvolvimento dos processos de prevenção.

Essas fases possibilitam com maior facilidade identificar os riscos e analisar como eles se comportam. Fundamental em compras podendo trazer um lucro positivo anualmente ou por semestres.

Como podemos notar, são muitos detalhes e etapas a seguir para acompanhar as tendências de preços em compras. Utilizar a tecnologia a favor e ter como premissa uma boa gestão é imprescindível, além de uma equipe com diversidade intelectual a fim de criar um time versátil.

Para finalizar, tenho uma boa notícia para você, as inscrições para a 1ª turma do Programa Executivo de Imersão em Procurement já estão abertas. Acesse o site e conheça a programação.

Sobre o autor

Artigos relacionados

Estratégias baseadas em grandes ideias vencem

Cadastre-se para receber mais artigos como este e domine sua função

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, clique aqui.