Papel do executivo de finanças na transformação digital

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Muito tem se discutido acerca da transformação digital nos negócios, mas, de fato, no que consiste este movimento e como executivos de controladoria e finanças podem atuar como business partners e agentes catalisadores de mudança?

Para responder estes questionamentos, tivemos a participação do Robson Bessa, CFO especializado em Transformação Digital pela Kellogg School of Management, na última edição do Programa Executivo de Imersão em Controladoria.

A palestra elucidou aspectos relevantes sobre como se preparar para ser protagonista no processo de transformação digital das empresas e da própria carreira. Compilamos as principais informações abaixo, confira!

Transformação digital e o novo contexto

Quando se fala em transformação digital o primeiro ponto a ser compreendido é que o mundo e a oferta de soluções mudaram drasticamente e tudo está muito próximo das mãos das pessoas através dos celulares.

Nesse sentido, a concorrência e os mercados também sofreram alterações. Grandes empresas de tecnologia têm investindo fortemente na área da saúde, por exemplo, a Uber Health – transporte médico, Amazon Care – operadora de saúde para os funcionários, Microsoft e Google Health – algoritmos e Inteligência Artificial para fazer predição de doenças e trazendo diagnósticos precoces.

Estas empresas, em sua essência, não possuem nenhuma relação com a saúde, mas agora estão fazendo com que as organizações de vanguarda tenham que ficar mais atentas. A concorrência ficava restrita aos seus próprios mercados, mas agora isso está sendo expandida.

Novas formas de trabalho

A forma de trabalho também está diferente, agora é mais colaborativo e em redes, ou seja, existe muita coisa fora da organização e não apenas dentro dela. Há, também, uma mistura de gerações, com uma tendência de as altas lideranças serem de uma geração e os demais níveis de outras.

Os consumidores/colaboradores estão buscando pelo propósito das coisas e querendo entender o que está por trás das decisões e estratégias, além disso, a pandemia trouxe um grande senso de comunidade e a uma procura, ainda maior, pela inspiração.

O que retém os talentos, principalmente nas gerações mais novas, não é necessariamente o pacote de benefícios, mas o legado que essa pessoa pode deixar com a atividade que ela está exercendo na empresa.

Adoção de metodologias ágeis e inteligência artificial

A adoção de metodologias ágeis é o grande pilar da transformação digital, deixando de lado o modelo de cascata, em que o escopo é fixo e definido no início do projeto. A metodologia ágil inverte essa equação, o escopo passa a ser variável com interações e retroalimentação de feedbacks.

Além destas aplicações, tem-se o conceito de mindset data-driven que consiste em fazer uso sistemático e inteligente dos dados como ferramenta de gestão. Essa adoção traz benefícios como:

– Entendimento do estado da organização;
– Melhora no relacionamento com os clientes;
– Funcionamento da cadeia de valor;
– Tomada de decisões mais assertivas;
– Mitigação de riscos de negócio;
– Otimização dos processos.

O ideal é mesclar dados estruturados (registros, SAC, balancetes, ERP, CRM, dentre outros) com dados não estruturados (reviews, blogs, fóruns, mídias sociais, dentre outros) dentro de uma mesma plataforma, encontrando um ponto comum entre eles.

O maior desafio é tornar o mindset orientado para os dados, mas transformando o big data em small data. Para isso acontecer é necessário fazer diversas modelagens, mineração de dados, uso de analytics e ser data-driven.

Com relação à inteligência artificial é muito comum que haja confusão em suas subdivisões, que consistem nas 3 a seguir:

Inteligência artificial: surgiu tempos atrás e era como uma espécie de RPA, necessitando de intervenções do ser humano para estabelecer as regras;

Machine learning: grande avanço que trouxe algoritmos capazes de aprenderem sozinhos, o desafio é definir a forma de aprendizagem da máquina;

Deep learning: evolução do machine learning em que se consegue imitar em maior escala a cognição humana.

O uso de inteligência artificial é mais recorrente na área de finanças das empresas com a aplicação de RPA que é extremamente útil, mas tem suas limitações por ser o primeiro nível da AI e sempre necessitar de dados estruturados para funcionar.

O executivo de finanças como protagonista da transformação digital

Muitas vezes o profissional de finanças não estará, necessariamente, liderando as iniciativas de transformação digital, mas pode assumir um protagonismo. Neste sentido, este executivo leva a vantagem de estar em contato com dados e conseguir ter uma visão holística do todo.

Mas é importante ter a visão de que, a longo prazo, 80% do escopo de um CFO pode ser automatizado, então torna-se fundamental pensar no futuro da atividade. O perfil de profissionais de finanças (CFO´s/Controllers) com skills voltados para o digital ainda é raro, mas há uma tendência muito grande de valorização em função da forte atuação com olhar econômico.

Para que o executivo de finanças consiga alcançar o protagonismo da transformação digital, separamos 5 dicas que ajudam a atingir uma jornada bem sucedida:

  • Reskilling: aumente o seu repertório, torne-se referência e atue como consultor interno, educando os pares;
  • Atue de forma holística: pense em agregar valor além da área de finanças, utilize o portfólio financeiro para suportar decisões de todo o negócio;
  • Empodere sua equipe: cerque-se de talentos com mindset digital, desenvolva e renove a equipe;
  • Seja um curador da cultura: comece pequeno e demonstre as conquistas para toda a empresa;
  • Olhe para fora: abra a mente para interagir com outros ecossistemas.

Quer continuar aprendendo sobre os novos skills exigidos aos profissionais de finanças e trocar experiências com outros executivos? Então inscreva-se no Programa Executivo de Imersão em Planejamento Financeiro. Acesse o site e saiba mais.

Sobre o autor

Artigos relacionados

Estratégias baseadas em grandes ideias vencem

Cadastre-se para receber mais artigos como este e domine sua função

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, clique aqui.