Inovação em compras: saiba como agregar valor de forma ágil

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Diante da mudança de consumo, o universo corporativo busca novas formas de aprimorar seu desempenho e como gerar mais valor dos produtos e serviços dentro da companhia. Existem diversas ferramentas que possibilitam a tão desejada inovação em compras e algumas delas são pautadas na conexão, visando melhores resultados através de práticas ágeis, flexíveis e sustentáveis.

A forma como o setor de compras se relaciona e a capacidade de entender o outro é fundamental para o profissional que deseja ingressar na área. Três fatores principais dentro da relação para gerar esse tipo de valor.

  1. Autoconhecimento: se conhecer e entender onde a empresa está, além de ter o conhecimento de como a companhia é vista e como vocês desejam ser visto pelo mercado é crucial para criar uma conexão com o outro (stakeholders);
  2. Conexão com o outro: entender as necessidades do negócio é extremamente importante e aprender que as pessoas são diferentes, então entender como lidar com a empresa e com a equipe;
  3. Autenticidade: característica imprescindível para o profissional de compras estratégico. A fim de querer mudar o rumo do negócio e marcar presença de forma positiva para a marca. Sempre de forma colaborativa, obviamente.

Tendo isso em mente e fazendo uma leitura dos processos de transformação, o desafio do líder é saber como engajar todas as pessoas para elas aprenderem realmente a gerar valor. Dentro desse processo, um colaborador que perde tempo fazendo uma atividade burocrática e morosa, como ela irá se conectar, desconsiderando o ir e vir até o local do colega? Qual ferramenta que a empresa pode trazer para mostrar que a área de compras gera valor para o público interno.

A BluePrintt promoveu um painel de debate sobre o tema dentro do programa de Imersão em Procurement, moderado por Luciano Machado, Diretor Comercial da MMF Projetos de Engenharia, participaram também Caio Hernandez, Procurement Manager Latam da Kimberly-Clark e Guilherme Haro, Coordenador Regional de Compras Indiretas da Colgate Palmolive.

Os palestrantes comentaram sobre as suas experiências com as ferramentas a fim de gerar valor, buscando a inovação em compras.

“O hackathon é um modelo criado por indústrias de tecnologia, startups onde você faz uma parceria com estudantes em prol de desafios e usa metodologias ágeis para poder fazer esse tipo de evento (…) É um processo que demora entre 3 a 4 meses para acontecer e é incrível”, comenta Caio Hernandez.

Hackathon é uma espécie de corrida da programação que conta com diversas startups e acontece em várias épocas do ano em muitos países. No evento é possível realizar diversas atividades, como assistir palestras, workshops e desenvolvimento de novos projetos de software.

É uma forma que as empresas e o setor de compras têm de se conectar com outro público e gerar valor para a companhia. Muitas soluções interessantes saem desse projeto, que pelo fato de estar imersivo na rotina, os gestores não conseguem enxergar outras possibilidades além das que já estão implantadas.

“O innovation day o ponto central é o stakeholder. Compras dentro de uma companhia só existem porque tem o stakeholder, tem um pessoa que precisa do seu skill de negociação, precisa também que você coloque pedido de compras, que você faça toda essa gestão quando for buscar serviços e materiais (…) A gente teve uma primeira experiência de innovation day nos Estados Unidos que foram envolvidos os principais stakeholders de todo o país, o pessoal foi colocado em uma sala e chegaram alguns fornecedores para apresentar algum tipo de inovação”, diz Guilherme Haro.

O que realmente dá a densidade para o evento são os meses antecessores do Innovation day. O relacionamento começa logo no início do dia até as últimas horas da convenção, onde acontece muita troca de informação e conexão entre os stakeholders.

Seria como aumentar um grau na visão dos fornecedores, a percepção muda completamente ao final do evento. Mas é preciso ir de cabeça aberta e deixar o ego de lado. Fora todo o conhecimento e possibilidades de adquirir inovações em compras, o benchmark acontece com frequência, sendo uma prática muito rica e saudável.

Quais propostas podem virar projetos? Guilherme comenta comenta a experiência da Colgate na innovation day.

“Dos oito que foram apresentados para nós no evento, quatro viraram projetos. Se for analisar, 50% é uma porcentagem alta”.

Caio Hernandez também comentou como foi a vivência no innovation day.

“Tem muito a ver de conhecer a categoria, se conectar com seu cliente interno. Primeiro, entender as necessidades, para entender onde está carente de inovação, onde tem um desafio para acontecer e dessa forma, junto com um time multifuncional define o escopo e como vai acontecer. Na Kimberly estamos indo para o sexto innovation day agora e foram momentos incríveis”.

Podemos notar que o principal desafio é se conectar com o cliente principal, depois há necessidade do buy-in da área a fim de acreditar que isso irá gerar valor e fazer ele ser parte, e com isso promover o engajamento.

Ferramentas que auxiliam a inovação em compras

Muito se fala das ferramentas ágeis e transformação digital, mas sem a capacitação ideal para os funcionários nada disso fará sentido. A empresa pode ter a maior e melhor inovação tecnológica, sem o preparo e a qualificação adequada a aquisição se torna um gasto grande no orçamento da empresa.

Existem algumas matrizes de como deve ser a relação entre empresa e fornecedores, mesmo sendo um desafio para o comprador estratégico conseguir atender todos os fornecedores, é importante criar uma classificação para entender e mapear quem e como ele irá atender.

Internamente é preciso controlar o ambiente, pelo fato de um setor, no caso compras tomar as iniciativas, isso pode impactar de forma negativa se não houver uma comunicação clara no plano estratégico.

Quer saber mais sobre como inovar em compras? Faça parte do Programa Executivo em Procurement. Acesse o nosso site para se inscrever. Clique aqui para maiores informações. Aguardamos você!

 

Sobre o autor

Artigos relacionados

Estratégias baseadas em grandes ideias vencem

Cadastre-se para receber mais artigos como este e domine sua função

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, clique aqui.