Diversificação do portfólio e a reinvenção dos negócios

Diversificação do portfólio e a reinvenção dos negócios
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A empresa é um organismo vivo e, assim como o corpo humano, depende do funcionamento de todos os órgãos para se manter saudável. Em uma organização todas as áreas são essenciais para fazer a roda girar.

Sair da zona de conforto, seja pela ousadia ou por necessidade – por exemplo, a pandemia do novo coronavírus – implica inúmeras mudanças, como: o porquê, as condições, qual estratégia será utilizada, definir as diretrizes e por último, mas não menos importante, as finanças.

Engana-se quem considera que a área de finanças e controladoria é ultrapassada, ou que atua somente com contabilidade. A realidade é bem diferente.

“Se o foco da controladoria tá no resultado, no mínimo ela está muito atrasada. Ela tem que estar antes do resultado, porque o propósito é construir resultado. O foco da gestão tem que estar na tomada de decisão, na articulação. É fazer da controladoria uma Business Partner”, declara Felipe Meldonian, Assessor Financeiro e Membro de Conselho da Chilli Beans.

A base para a diversificação do portfólio

Se você chegou até aqui provavelmente é pelo interesse de como otimizar a diversificação do portfólio e quais caminhos deve tomar para isso. Porém, é necessário repassar algumas premissas, como um passo a passo.

É de suma importância conhecer o mercado em que seus produtos habitam e identificar as oportunidades que ele oferece, seja em um momento de crise ou não.

Feito isso, realizar um panorama geral da marca e falar sobre o futuro é um ótimo exercício para entender onde a empresa está e aonde quer chegar.

Como inovar sem fugir dos valores da marca e ao mesmo tempo ejetar um novo DNA?

O primeiro passo

Em uma das palestras do Programa Executivo de Imersão em Controladoria realizado pela Blueprintt, Felipe Meldonian, Assessor Financeiro e Membro de Conselho da Chilli Beans, explicou como a empresa se manteve no mercado e continuou crescendo no ramo, mesmo em meio à crise.

Para Felipe, alguns passos são determinantes para a evolução da marca:

  • Crescimento orgânico;
  • Crescimento via aquisições;
  • Aberturas de novos canais;
  • Crescimento de novos clientes;
  • Crescimento de novos produtos.

Identificando oportunidades no mercado

A Chilli Beans é a maior marca varejista de óculos e relógios do país, no e-commerce ou nas lojas físicas, tanto no Brasil quanto no exterior.

São alguns diferenciais da empresa, parceria com designers buscando originalidade e ofertando um senso de exclusividade dentro do seu portfólio, parcerias com outras marcas para produtos licenciados e com o preço justo visando seu público-alvo.

O Assessor Financeiro destaca que, mesmo na crise, existe um crescimento na procura das lojas e franquias, “Curiosamente em momentos de crise, ela (loja) é mais procurada do que no momento fora da crise. Têm pessoas reavaliando suas decisões, seu futuro profissional, muita gente infelizmente perdeu o emprego e está acionado seus recursos, como FGTS e pensando se não vale a pena ter seu próprio negócio com o apoio de uma franqueadora”.

Afinal, o que torna a marca diferente das outras? Algumas tomadas de decisões foram essenciais para alcançar a meta traçada. “Foi uma marca pioneira no conceito de ‘Self-service’, onde os produtos não estão atrás de vitrines. A ideia é que o produto seja pego pelo cliente. Hoje muita gente já faz isso, mas no começo a marca era constantemente questionada”, comenta Felipe.

Essa ação é um exemplo de como identificar uma oportunidade do mercado na sua categoria e gerar empatia entre marca e consumidor.

Entretanto, é fato que nenhuma companhia pode se dar o luxo de parar por um tempo para rever e pensar em novas estratégias, ainda mais quando se trata da área de finanças, onde a troca de informação com outros setores é fundamental para o andamento da empresa.

O próximo passo na diversificação do portfólio 

A questão crucial é: para onde a empresa pode ampliar seus horizontes na diversificação do portfólio? O “como” fazer. Na visão de Felipe, o Brasil tem um crescimento exponencial na procura de óculos de grau. Com o crescimento de produção e consumo de aparelhos, como: smartphones, tablets e vídeogame, cada vez mais crianças e jovens estão expostos às telas.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2020 cerca de 35% das pessoas terão miopia e em 2050, mais da metade da população mundial será afetada por algum problema de visão. Logo, a procura por óculos de grau será uma tendência.

Desta oportunidade surgiu a Ótica Chilli Beans, loja para o segmento de óculos de grau, com o propósito totalmente diferente dos PDVs, mas preservando o DNA da empresa. Por exemplo, mantendo o conceito de monomarca e colmeias sem vitrine, facilitando o acesso aos produtos, mas, entendendo que é um produto diferente e que isso resulta em algumas mudanças, passando pelo design da loja até o valor final do produto.

“Tudo aquilo que a gente entendia que ia muito bem, repete para o novo canal. Agora, formata um novo canal para provocar um resultado diferente daquele que a gente estava habituado a ter”, destaca Felipe.

Então, qual é o perfil do futuro profissional para a área de finanças?

Segundo Felipe, “É assumir o papel de orquestrador. Apesar de não determinar todas as questões, todas as decisões têm que passar pelo crivo do profissional e da área. Fechar a balança não é mais a atividade fim, é a atividade meio. É estar focado nas decisões de negócio que levam ao resultado”.

Como podemos notar, houve uma nítida evolução tanto na área quanto no perfil profissional. Ocupando um papel analítico, multidisciplinar e construtor de resultados, ajudando a expandir a marca, diversificar o portfólio de produtos e reinventar os caminhos dos negócios.

Para ficar por dentro das novidades e continuar aprendendo, cadastre-se na nossa newsletter e fique de olho em nossas redes sociais!

Sobre o autor

Artigos relacionados

Estratégias baseadas em grandes ideias vencem

Cadastre-se para receber mais artigos como este e domine sua função

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, clique aqui.