Como a Magazine Luiza reduziu em 40% seus custos com demandas judiciais

Custos no jurídico
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Cultura ágil. MVP (sigla, em inglês, para produto mínimo viável). Modelo de trabalho colaborativo. Integração das áreas. Foco em dados.

Aqui, parece que estamos falando do dia a dia de uma startup, mas é a descrição do departamento jurídico da Magazine Luiza.

Com antecedência, a varejista percebeu que o jurídico era um departamento estratégico para digitalização da empresa.

Iniciava o processo de transformação de um jurídico tradicional para o que há de mais moderno no mercado.

Entre as primeiras iniciativas da área, podemos destacar o uso de um software na nuvem e a utilização do mesmo CRM do setor atendimento.

Dessa forma, o jurídico conseguia ter uma visão muito mais ampla do negócio e, assim, ser mais participativo nas tomadas de decisão.

Claro que houve dificuldades durante o processo de digitalização do setor. Afinal de contas, os profissionais do setor não estavam acostumados a lidar com tantos dados.

Era preciso encontrar uma solução prática.

Foi assim que nasceu a parceria entre a Magazine Luiza e a Legal Insights, que é uma startup de soluções jurídicas.

Trabalhando em conjunto, elas desenvolveram uma plataforma capaz de armazenar uma série de dados externos e internos.

Por trás desse processo, havia uma missão: transformar dados em insights relevantes para o negócio.

E parece que o projeto foi bem sucedido.

Em apenas 9 meses, a parceria gerou uma redução na ordem de 40% dos custos com demandas judiciais.

Quer saber mais sobre essa transformação do jurídico?

Leia o artigo até o fim.

Muito além dos custos no jurídico

Os resultados da parceria vão muito além dos aspectos financeiros.

Custos no jurídicoNesse curto período, a plataforma trouxe muitos benefícios para a qualidade do trabalho do departamento jurídico. Podemos destacar:

  • Identificar regiões estratégicas: com atuação em todo território nacional, a Magazine Luiza enfrenta problemas judiciais em diversos pontos do país. Graças à organização dos dados, o departamento jurídico identificar as regiões com mais demandas e, dessa forma, contratar novos escritórios;
  • KPIs para os escritórios: ao definir e acompanhar indicadores para cada escritório parceiro, o setor jurídico consegue cobrar resultados de forma mais precisa;
  • Identificar a causa raiz: para tanto, a plataforma Legal Insights consolida dados externos e internos – de todos os departamentos. Assim, a análise de cada informação tem muito mais profundidade, acarretando uma tomada de decisão mais precisa;

A partir de dados detalhados, o jurídico consegue levar informações relevantes para todos os outros departamentos da empresa.

Um exemplo é apresentar para a área de marketplace qual é o revendedor que traz mais problemas processuais.

Fazendo isso, o departamento jurídico passa a ser visto com bons olhos internamente, como um setor estratégico para o negócio.

Aqui, vale reforçar que a plataforma foi apenas um meio para o sucesso desse projeto.

Por trás de toda a ferramenta, é preciso haver profissionais qualificados.

“A Legal Insights não é mágica. Quem conseguiu alcançar todos os resultados foi o departamento jurídico da Magazine Luiza. Usando a ferramenta, eles conseguiram gerar insights relevantes ao negócio”, destaca Marcos Speca, CEO da Legal Insights.

Por que o sucesso tão rápido?

Custos no jurídicoCertamente, a mentalidade da Magazine Luiza facilitou bastante para o sucesso do projeto. Aliás, a inovação está mesmo no DNA da empresa.

Muito antes da consolidação do comércio eletrônico, a empresa já adotava diversas práticas que são comuns hoje em dia, como pontos de venda sem estoque e sem mostruário.

Inclusive, foi a primeira loja brasileira a lançar um social ecommerce, o Magazine Você.

Em constante evolução, não é de estranhar que a Magazine Luiza figura na lista das empresas mais inovadoras da América Latina, elaborada pela revista americana Fast Company.

Essa transformação digital “contaminou” todos os setores da empresa, até mesmo o jurídico que sempre é visto como o mais conservador no mundo organizacional.

Agora, sabemos que para inovar não basta ter dinheiro no caixa. É preciso sair da zona de conforto e assumir riscos.

E foi exatamente isso que aconteceu.

Quando a Magazine Luiza contratou a Legal Insights, a startup não tinha realizado nenhum projeto.

A varejista foi seu primeiro cliente, o que mais uma vez prova que não se pode ter receio da inovação.

Por fim, outro segredo para o sucesso da parceria foi a troca constante de informação entre Magazine Luiza e Legal Insights.

“Mensalmente, fazemos encontros para debater os resultados e identificar pontos que precisam ser melhorados. Por isso, caminhos em uma evolução contínua”, comenta Speca.

Um pouco mais sobre a Legal Insights

Custos no jurídico“Mais Data Driven, menos Data Venia”. É com essa proposta que surge, no começo de 2017, a Legal Insights.

De forma resumida, trata-se de uma plataforma de inteligência jurídica na nuvem que reúne e organiza uma série de dados da empresa.

Ao fazer uma análise dessas informações, a ferramenta gera conhecimento para os gestores tomarem decisões mais assertivas.

Para deixar mais claro a eficiência da plataforma, Speca contou uma experiência que aconteceu com um outro cliente.

“Por meio dos dados gerados, conseguimos identificar a transportadora que apresentava a maior taxa de problema por entrega. Isso fez com que o jurídico entrasse em contato com a área de logística para passar essa informação”, relata o fundador da Legal Insights.

Como já falamos no começo deste texto, a Magazine Luiza foi o primeiro cliente da Legal Insights.

Essa experiência positiva abriu as portas para que a startup levasse sua solução para outras empresas.

Atualmente, estão em sua carteira de clientes, além da Magazine Luiza, Centauro, Stone, Suzano e outras empresas.

Isso apenas reforça que a inovação no jurídico já é uma realidade. Aliás, já escrevemos sobre isso neste artigo aqui.

“Do mesmo jeito que conseguimos obter bons resultados com a Magazine Luiza, eu tenho um dever pessoal com os outros clientes da Legal Insights em torná-los um case de sucesso”, afirma o fundador da startup.

Sobre o autor

Artigos relacionados

Estratégias baseadas em grandes ideias vencem

Cadastre-se para receber mais artigos como este e domine sua função

Ao enviar este formulário você está concordando com nossos termos de uso e política de privacidade

Formulário enviado com sucesso

Clique para fechar

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, clique aqui.